A Helicobacterpylori (H. Pylori) é uma bactéria que se aloja no estômago, podendo causar infecções, inflamações gástricas (gastrite), úlceras e até acelerar alguns tipos de câncer de estômago. Trata-se da infecção bacteriana mais comum em adultos e, nem sempre significa risco à saúde, porém precisa ser tratada corretamente em alguns casos. Estima-se que 50% da população adulta do mundo está infectada com essa bactéria e a incidência aumenta com a idade.

O estômago humano apresenta pH menor que 4, sendo, portanto, um meio ácido. Isso é uma importante defesa do organismo contra infecções, já que as bactérias não sobrevivem em ambientes ácidos. A H. Pylori, no entanto, é capaz de neutralizar o suco gástrico secretando urease, uma enzima capaz de transformar o ácido gástrico em amônia, e penetrar na mucosa que reveste o órgão por causa do seu formato de hélice (por isso é chamada de Helicobacter), causando gastrite crônica.

SINTOMAS DA INFECÇÃO POR H. PYLORI

A bactéria se aloja no organismo e prejudica a barreira protetora do estômago ou intestino, causando uma inflamação que provoca sintomas como dor e desconforto abdominal. Também há registro de pessoas quem têm a sensação de inchaço na barriga e sensação de saciedade rápida da fome, mesmo comendo uma pequena quantidade de alimento.

 

TRANSMISSÃO E PREVENÇÃO

A H. pylori pode ser transmitida de uma pessoa contaminada para outra por meio de secreções, especialmente através das fezes. Um dos principais modos de transmissão acontece pelo contato com mãos ou vaso sanitário que não foram corretamente higienizados. Para prevenir a contaminação por H. pylori, é fundamental manter bons hábitos de higiene, como lavar as mãos antes de comer e depois de evacuar.

 

DIAGNÓSTICO

É possível descobrir a presença da H. pylori por meio de exames não invasivos, como teste sorológico, teste respiratório da uréia e através das fezes. O diagnóstico é feito mais comumente por endoscopia com biópsia e teste de urease.

 

TRATAMENTO

O tratamento é feito com antibióticos e remédios tipo inibidor da bomba de prótons, geralmente, o Omeprazol. Uma dieta saudável e equilibrada também auxilia a aliviar os sintomas: o paciente deve consumir vegetais (quando crus, devem ser muito bem higienizados), carne branca grelhada ou cozida e evitar condimentos e alimentos processados. O iogurte é um aliado, pois é rico em probióticos que agem devolvendo o equilíbrio à flora do trato digestivo.

 

H. Pylori