Quando o assunto é emagrecimento saudável e duradouro, repetimos sempre a equação dieta saudável + prática regular de exercícios físicos como determinante no processo de perda de peso. Falando desse modo, parece ser algo simples, mas sabemos que mudanças de hábitos nem sempre são fáceis e, quando se trata de adotar uma rotina de atividades físicas e de substituir uma alimentação rica em calorias, açúcares, carboidratos e gorduras por uma rica em fibras, vitaminas e minerais, proteínas magras e baixa caloria, é necessário um esforço e muita força de vontade. Muitas vezes, o emagrecimento efetivo só é possível após um tratamento com medicamentos e/ou com uma intervenção para redução de estômago, como a colocação do balão intragástrico.

 

TRATAMENTO MULTIDISCIPLINAR: EXERCÍCIOS FÍSICOS E BONS HÁBITOS ALIMENTARES SÃO A CHAVE PARA UM EMAGRECIMENTO EFETIVO

exercícios físicos

Uma alimentação balanceada, de preferência com dieta prescrita por médico ou nutricionista, é fundamental para o processo de emagrecimento e para que não haja reganho de peso. Grosso modo, é indicado que haja uma reeducação alimentar, que se priorize alimentos frescos, vegetais, proteínas magras em detrimento dos alimentos processados, ricos em açúcares e gorduras. No entanto, cada caso deve ser avaliado individualmente para que possa ser traçada uma estratégia que una alimentação, exercícios físicos e, quando necessário, medicamentos auxiliares ou outras intervenções.

Alimentação ou exercícios, o que é mais eficiente?

Não há como emagrecer sem cuidar da alimentação, isso é um fato!

Para eliminar um quilo de gordura corporal, por exemplo, é preciso gastar em torno de sete mil calorias, e para queimar essa quantidade de calorias, são necessárias mais de 12 horas de exercícios físicos de alta intensidade.

Outro cálculo pode ser feito para demonstrar a importância da reeducação alimentar no processo de emagrecimento: Você considera mais fácil não ingerir 400 calorias extras de uma sobremesa, por exemplo, ou passar 40 minutos realizando uma atividade física aeróbia, como spinning ou step.

Com isso, é possível concluir que a alimentação correta tem papel primordial na perda de peso. E, nunca é demais lembrar que não há dieta milagrosa!

exercícios físicosEntão, qual o papel do exercício físico?

Mesmo não sendo o elemento primordial para o emagrecimento, a prática regular de exercícios físicos é fundamental, e o ideal é intercalar atividades aeróbicas com musculação, de três a cinco vezes por semana e em torno de uma hora por dia.

O exercício aeróbico aumenta a capacidade cardiorrespiratória e acelera o metabolismo, elevando o gasto energético – o que é popularmente conhecido como “queimar calorias” –, estimulando o emagrecimento. Outros benefícios do exercício aeróbico são: aumento dos índices de colesterol bom (HDL); diminuição do estresse; combate a depressão; melhora da qualidade do sono; diminui o risco de hipertensão, diabetes e acidentes vasculares.

Já o exercício anaeróbico de hipertrofia, a musculação, por exemplo, aumenta os níveis de massa magra (massa muscular), elevando o gasto energético, pois um corpo musculoso precisa de mais calorias para se manter que um corpo com maior taxa de gordura. Para cada meio quilo de músculo ganho, o corpo gasta cerca de 50 calorias a mais a cada dia. Isso, ao longo de alguns meses, pode resultar em um emagrecimento considerável.

 

exercícios físicos

Não desista dos exercícios físicos!

Nem todas as pessoas gostam de praticar exercícios físicos e, para elas, qualquer contratempo, por menor que seja, é motivo para desistir das atividades. Se você é uma dessas pessoas que trocam o exercício físico por qualquer programa, tenha sempre em mente um objetivo maior: seu bem-estar e sua saúde.

 

Cinco dicas para você não desistir dos exercícios:

  • Se você não suporta academias tradicionais, busque alternativas, experimente aulas em parques ou praias, conheça diferentes modalidades, faça aulas experimentais até descobrir uma atividade que lhe dê prazer. Mudar o estímulo periodicamente também é importante tanto para não cair numa rotina entediante quanto para ativar músculos diferentes.
  • Não exija demais de si no início. Comece aos poucos, dentro de suas capacidades, para evitar lesões.
  • Planeje seu dia com antecedência, assim, você evita contratempos que possam lhe tirar das atividades.
  • Tenha um companheiro de treino. Chame alguém da família ou um amigo para fazer exercícios com você. Mesmo que não realizem o mesmo treino ou aulas, o simples fato de sair de casa acompanhado por alguém que você gosta é um estímulo a mais.
  • Tenha metas diárias, semanais e mensais e anote suas conquistas. A cada meta atingida, você pode se dar uma recompensa, por exemplo: se conseguir fazer uma aula inteira de treinamento funcional, poderá assistir tantos episódios de sua série preferida sem remorso.
  • Insista! Momentos de desânimo são normais, mas se você não desistir, em pouco tempo, o exercício físico será parte de sua rotina.

exercícios físicos