Ao contrário do que diz o senso comum, métodos para reduzir o estômago não fazem milagres. É importante ter isso em mente antes de se submeter a quaisquer procedimentos. Grosso modo, os procedimentos são bem-sucedidos, e os pacientes perdem em torno de 20-40% do peso no primeiro ano, no entanto, para que não haja reganho de peso, é preciso entender que a redução de estômago é parte de um tratamento que envolve reeducação alimentar, prática regular de exercícios físicos e acompanhamento psicológico, ou seja, a adoção de hábitos saudáveis deve ser uma constante.

post-usuy-continuarmagro-cont2

O erro mais comum de quem passa por procedimento de redução de estômago é acreditar que poderá comer tudo que quiser depois de passado o período inicial – que exige dieta especial. Como qualquer outra pessoa, quem reduziu o estômago, independentemente da técnica utilizada, precisa ter escolhas saudáveis e um cardápio equilibrado. Assim como retorno aos maus hábitos alimentares, uma possível alteração na produção de hormônios, como GLP-1, responsáveis pela saciedade, pode contribuir para o reganho de peso. Desse modo, o acompanhamento médico é fundamental não somente no pós-operatório, mas em visitas regulares nos primeiros anos.

A ansiedade também pode atrapalhar o processo de emagrecimento e pôr a perder as conquistas ao longo do tempo.

post-usuy-continuarmagro-cont3

Como dissemos anteriormente, quem se submeteu à redução de estômago precisa fazer escolhas saudáveis pelo resto da vida – essa máxima, aliás, vale para todas as pessoas que prezam pela saúde e pelo bem-estar. Por isso, tenha sempre em mente essas dicas:

Nunca pule o café da manhã

A primeira refeição do dia é importante para o bom funcionamento do metabolismo. Quem não sente fome nesse horário, pode comer uma fruta ou tomar um iogurte.

Faça refeições leves a cada três horas

Comer demais em uma refeição ou ficar horas sem comer são bastante prejudiciais ao organismo.

Evite consumir bebidas alcoólicas e refrigerantes

Pois são ricos em calorias vazias, ou seja, sem nenhum nutriente.

Prefira alimentos saudáveis

Isso não significa que você nunca mais poderá comer um doce ou uma pizza, e sim que esses alimentos devem ficar restritos a ocasiões específicas. No cotidiano, consuma vegetais, cereais integrais, carnes magras e beba ao menos dois litros de água por dia.

Mastigue bem os alimentos

Os hormônios da saciedade levam em torno de 15 minutos para serem liberados na corrente sanguínea. Ao mastigar devagar e mais vezes, a quantidade de alimento ingerida até que o cérebro responda ao estímulo de saciedade é menor.

Mantenha-se em movimento

O sedentarismo é um grande inimigo do peso e da saúde. Praticar exercícios regularmente não serve somente para a manutenção do peso como para diminuir o risco cardiovascular.

Trace metas e registre as vitórias

Ter metas claras e reais faz com que não haja frustrações. Comemore sempre que atingir uma meta, assim você terá ânimo para continuar o processo.

Cuidado com a ansiedade

A ansiedade pode ser desencadeada por diversos fatores, e, entre outros problemas, pode fazer com que se “desconte” na comida e também pode prejudicar o sono, momento em que o corpo libera melatonina, um hormônio que diminuiu a vontade de comer doces. O ideal é que se procure ajuda, que pode ser de um psicólogo, terapeuta ou grupo de apoio.

post-usuy-continuarmagro-cont4

Por esses motivos, o ideal é que as pessoas que pretendem fazer algum procedimento de redução de estômago sejam acompanhadas antes e depois por uma equipe multidisciplinar capaz de avaliar individualmente os riscos e as metas atingidas durante o tratamento, auxiliando e orientando o paciente para que o emagrecimento não seja apenas momentâneo.

post-usuy-continuarmagro-conteúdo

Opte por alimentos integrais; coma fibras todos os dias; abuse de frutas, legumes, verduras e cereais; Faça da atividade física um hábito, escolha os carboidratos de baixo índice glicêmico. Mantenha o acompanhamento com equipe de nutricionista, preparador físico e psicólogo para controlar a ansiedade se for preciso.