Saiba o que dizem os médicos da Clínica Usuy sobre o que fazer em caso de ingestão de espinha de peixe.

Com o verão chegando, comer um peixinho na beira da praia é sempre um ótimo programa, mas é também nessa época em que aumentam os casos de ingestão acidental de espinhas de peixe. Aparentemente, é um problema pequeno, mas é preciso tomar cuidado para que não se agrave.

– É prejudicial engolir algo sólido que não seja comida?

Geralmente, não.

Quando alguém engole um corpo estranho, ele viaja através do trato digestivo (esôfago, estômago, intestino delgado e intestino grosso) e deixa o corpo, normalmente, sem causar problemas.

Entretanto, objetos pontiagudos, como espinha de peixe e ossos de galinha, podem perfurar o aparelho digestivo, e sua ingestão pode ser considerada emergência médica.

– Quais são os sintomas ao engolir uma espinha de peixe?

Algumas pessoas não apresentam sintomas, outras podem sentir:

  • dificuldade para engolir alimentos;
  • dor no pescoço ou no peito;
  • tosse, dificuldade para respirar ou respiração ruidosa.

Esses sintomas são mais prováveis de acontecer quando o objeto está preso no esôfago, e geralmente duram enquanto ele permanecer preso.

Outras vezes, a espinha de peixe passa, causando um pequeno ferimento (que cicatriza espontaneamente em alguns dias), deixando a sensação de que ainda há algo preso na garganta ou no esôfago.

– O que devo fazer se um adulto ou criança engolir um objeto?

Se você vir uma criança engolindo um corpo estranho ou dizendo que engoliu, deve entrar em contato com um médico imediatamente.

Dependendo do objeto, podem ser necessários exames complementares, como no caso da espinha de peixe.

Algumas vezes, é preciso realizar um exame de raio-X  para determinar a localização do que foi engolido.

– Sempre será necessário realizar uma endoscopia?

Alguns objetos necessitam ser removidos do corpo, outros não.

Isso depende de uma avaliação do formato, do material e da nocividade.

Se o objeto for grande, pontiagudo e puder se modificar/ deformar facilmente no interior do corpo, deverá ser removido imediatamente.

Objetos nocivos, como baterias, ímãs e pilhas, geralmente feitos de chumbo, também devem ser retirados, pois o chumbo é um metal que pode danificar o cérebro, os rins e outros órgãos.

– Como o médico retira o objeto engolido?

Para remover um objeto do esôfago ou do estômago, o médico irá fazer um procedimento chamado endoscopia digestiva alta. Durante esse procedimento, o médico irá colocar um tubo fino com uma câmera e luz na extremidade (chamado endoscópio) através da boca do paciente.

Em seguida, usará ferramentas especiais para pegar e retirar o objeto. Esse processo é realizado com o paciente sedado, dormindo, sem desconforto nem dor.

ATENÇÃO!

Se você engolir espinha de peixe, osso ou outro objeto, não deve ingerir nada após o acidente.

Não se deve comer pão e farinha, nem beber grandes quantidades de líquidos, como é orientado popularmente, pois isso pode agravar o problema.

Quanto mais cheio o estômago estiver, maior será a dificuldade de se examinar.

Além disso, a endoscopia deve ser feita com jejum mínimo de seis horas.

 

cta-usuy-balao